Acne, popularmente conhecida como cravos e espinhas é uma das patologias mais comuns do mundo. Na adolescência, período de grandes mudanças hormonais, cerca de 85% dos adolescentes apresentam acne em algum grau.
Com o passar dos anos tende a regredir porém algumas pessoas mantém a pele acneica por toda vida ou desenvolvem na fase adulta.
Apesar de causar raras complicações a acne afeta a autoestimas dos pacientes, e pode deixar cicatrizes.
.
Você sabe como se inicia a a formação da acne ?
1-Hiperqueratinização da pele – Aumentos dos queratinócitos (células da pele), deixando a pele mais espessa “grossa”;
2- Aumento da produção de oleosidade (sebo) e células mortas, formando um tampão, os famosos cravos (comedões);
3-Proliferação de bactérias – Uma bactérica que costuma viver na superfície da nossa pele, chamada de Propionibacterium acnes. Ela se alimentada das gorduras e sebo, prolifera-se e causa infecção pilo-sebácea.
4 Ruptura do canal e infamação – A partir desse momento surge a “espinha” propriamente dita, que pode ser pápula (sem pus) e pústula (com pus) em casos mais graves pode haver nódulos e cistos.
.
E qual seria o melhor tratamento para acne? Assim como todos os tratamentos é necessário uma avaliação precisa, descobrir qual o fator desencadeante, existem algumas alterações endócrinas que causam acne, como síndrome do ovário policístico SOP, período menstrual, uso de produtos comedogênicos, estresses entre outros.
Para cada etapa é necessário uma linha de tratamento diferente, por isso é tão importante uma boa avaliação.

× Chame no Whats